(11) 5535-4695   

Newsletter

Receba as nossas notícias e novidades em seu e-mail:

Parceiros

PSIQUIATRIA CLÍNICA, DIAGNÓSTICO E TERAPÊUTICA CONTEMPORÂNEOS, E A PSICOPATOLOGIA SIMBÓLICA

 

VAGAS ESGOTADAS

Dos diagnósticos, teorias explicativas e tratamentos psiquiátricos às diversas configurações de sofrimento no mundo

A narrativa Junguiana propõe um olhar sobre a noção de doença diferente do que aparece na psicopatologia descrita nos manuais clássicos de psiquiatria. Os sintomas podem ser revistos como efeito da atitude de revolta e combate do padrão unilateral dominante na consciência em relação aos diversos complexos que orientam funções parciais. O descrito na "psicopatologia clássica" mostra o que impõem limites a instância tiranicamente dominante na consciência. Diante disto a psique cria explicações que, com auxílio da ciência, passam a ser chamadas de psicopatologias.

Realizar-se-á uma aproximação que não visa negar os diagnósticos, mas propõe-se a ir através destes, com auxílio do olhar poético, simbólico e metafórico, abrindo as tensões e inquietudes presentes na constituição de cada categoria. O horizonte é dissolver o que aparece como "problema" para a psicopatologia nos elementos que os sustentam e devolver o sofrimento para os contextos no território vivo presente.

Transcorrerá com momentos expositivos, debates com apoio de textos, casos e reflexões. Busca-se a superação de um olhar empírico/objetivo (que afirma a doença como unidade estável em sua realidade literal) e olhares personalista/subjetivista (que enfatizam os sofrimentos psíquicos apenas vinculados a particularidades das histórias de vida de cada pessoa).

 

OBJETIVO:

Realizar uma aproximação simbólica ou metafórica sobre a psicopatologia.

1º.    Realizar reflexão que permita olhar simbólica/metaforicamente os diagnósticos categoriais; pensar por constelações e personificar; operacionalizar ações para dissolver a "doença" como forma unitária, norma única ou fundamentalismo; afirmar a contradição, a tensão viva, inscrevendo os vários saberes no campo das contradições e do fluxo constante da vida.

2º.    Apresentar uma perspectiva que se coloque criticamente à psicopatologia centrada na ideia de indivíduo como unidade da consciência; que não negue, mas veja através desta configuração. Reconhecer sujeito como posição de indeterminação.

3º.    Aprofundar nas categorias psicopatológicas através das noções de complexos, funções parciais ou pequenas pessoas. O complexo afetivo como uma imagem de determinada situação psíquica com totalidade própria e grau elevado de autonomia; manifestações vitais próprias da psique.

4º.    Refletir sobre os diagnósticos tendo a noção de sintoma como o que pulsa em oposição e embate e resiste ao padrão dominante na consciência. A doença como unilateralidade, quando o vivente só se pode admitir uma única norma, não se pode ultrapassá-la, infringir a norma habitual e constituir normas novas.

5º.    As categorias psicopatológicas invertem-se com o aprofundar metafórico; os diagnósticos categoriais apresentam o que foi constelado, num processo histórico, como o outro da razão, da saúde e da vida realizada. Olhando metaforicamente, através das descrições diagnósticas, pode-se perceber, implicitamente, as normas valorizadas de forma mais viva e encarnada. Estas categorias condensam as normas tácitas que atravessam a todos e das quais se precisa tomar distância, ao pretender trabalhar no campo da saúde mental buscando dissolver e superar certezas, fundamentalismos, verdades únicas e literalismos hegemônicos.

 

PROGRAMA:  

Momento I:

19/08/2017 - 9 às 13hs - Apresentação e introdução - Retomar as noções de complexo, imagem, sujeito, inconsciente/anima, padrão arquetípico.

       -  14 às 18hs -  energia psíquica, sintoma, patologia.

Momento II:

23/09/2017 - 9 às 13hs - Ansiedade e Transtorno de pânico

       - 14 às 18hs - Suicídio

Momento III:

21/10/2017 - 9 às 13hs - Episódio Depressivo

        14 às 18hs - Transtorno bipolar

Momento IV:

18/11/2017 - 9 às 13hs - Transtorno Decorrente do uso de substâncias

         14 às 18hs - Esquizofrenia


 Coordenação: Dr. Ajax Perez Salvador

Médico psiquiatra e Analista Junguiano, Mestre em Saúde Mental em Saúde Pública - USP, Analista Didata e Professor do IJEP - Instituto Junguiano de Ensino e Pesquisa - Faculdade Ciências da Saúde.

 

Investimento: Quatro parcelas mensais de R$ 250,00 (analistas em formação do IJEP 4xR$220,00)

 

Local: Av. Pedroso de morais 2199 - Alto de pinheiros - São Paulo

Tel. 991365956 - Francisca

Newsletter

Receba as nossas notícias e novidades em seu e-mail:

Parceiros